Apoema

Apoema diz sobre o olhar profundo. Sobre enxergar através das coisas e do tempo. O tempo que se gasta para esperar respostas do tempo, uma verdade, uma ilusão. São alusões ao pensamento, um apoema virtuoso aos olhos de quem sabe esperar…

Apoema

Não posso esperar até o dia acabe,
pois necessito da força do vento
para apreciar verdadeiras verdades
inerentes a meu tempo.

Não posso esperar até que o dia se acabe,
preciso muito mais dele do que ele de mim
e sinto uma grande necessidade de ajuda
para que eu mesmo possa ter mais fôlego

E para que o meu tempo não se esvaneça…

Mas espero o tempo que for necessário
e até você chegar,
posso dormir mas não posso acordar…
posso me sentar mas não posso me levantar…

E tudo soa muito soprano,
como numa numa sinfonia de erros
em que muito se espera por algo que já passou…
e tudo é rápido, tudo é muito rápido quando já passou.

É um apoema,
sem volta, uma pergunta retórica
um problema sem solução
e no soluço do tempo os fatos acontecem

E surgem e desaparecem
e vão e veem
e se calam
e se acabam.

E enxergo além dos olhos,
percebo os sinais, vou longe e além
mas não saio do lugar,
pois espero sempre por alguém.

Anúncios

Autor: cfbastarz

craftmind.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s