Atrofia Muscular Espinhal (AME)

Se você chegou até esta página, de antemão eu lhe agradeço. Peço que fique mais alguns minutos para ler a mensagem abaixo.

Um amigo do trabalho recebeu a notícia de que a sua filha foi diagnosticada com Atrofia Muscular Espinhal (AME). Esta é uma doença rara que acomete o desenvolvimento motor da criança e que pode atingir também os pulmões, impedindo que a criança possa respirar sozinha. Sabendo desta notícia, vários colegas e amigos estão mobilizados para angariar fundos para o tratamento de Lavínia. O tratamento desta rara doença tem um custo muito elevado e, portanto, toda a ajuda é bem vinda.

Gostaria de compartilhar a página que foi criada sobre este caso e as informações necessárias para o auxílio. Quem não puder ajudar agora, solicito respeitosamente que compartilhe este caso dentro de seus círculos de amizade para que a campanha possa atingir o maior número de pessoas. Agradeço muito a todos por despenderem alguns minutos para ler esta postagem.

Página com o caso da Lavínia e informações da conta bancária para o auxílio (Banco do Brasil):

No site da vaquinha, há outras forma de auxílio financeiro, faça a sua doação:

Petição pública em prol das crianças com AME

Anúncios

Open any kind of file from the terminal with an “open” command (Linux)

Mac OS X has a handy script called “open” that lets you open basically any kind of file from command line inside it’s default application. For example, if you are navigantig through the terminal and there is a file called “document.pdf” and you need to open it, you can simply do: “open document.pdf” and it will open the document inside the Preview app. Another example is: “open picture.png” and the open command will do the same thing. As simple as that.

But as a Linux user, I was wondering if there is such a command to use from the terminal emulator under my Linux box. If you try the “open” command, it will probably not work, unless the word “open” is an alias pointing to whathever program/script you have. But it happens that we do have the command “xdg-open” built-in the Linux shell that will get the job done. You can invoke, from the command line, the very same commands (but using the “xdg-open” command instead). For example: “xdg-open document.pdf” and it will open the document inside eg., Evince (it will depend on your desktop environment). You can do “xdg-open picture.png” and it will open the picture inside the Eye of Gnome or whaterever picture viewer you have as a default.

If you want to keep things common between the two systems, specially if you are a command line user in both, just make an alias called “open” pointing to “xdg-open”:

$ alias open="/usr/bin/xdg-open"

In fact, almost every desktop environment has its built-in “open” command, but “xdg-open” is more generic.

That’s it!

Reference:

http://https://budts.be/weblog/2011/07/xdf-open-vs-exo-open

Quick fix for dropbox icons appearance (Linux)

If you tried to use the hardcode-tray script to fix the appearance of the tray icons under Linux desktops, you may have noticed that dropbox icons still look the same. This might happen if you install dropbox from here, instead from your linux official repository. If this is your case, you can use this easy fix to get the correct icons:

  1. First you need to locate the correct dropbox icons within your icon theme installation. In my case, I am using the Papirus icon theme. On my Linux, they are located at “/usr/share/icons/Papirus/”;
  2. Under the Papirus directory, you will find a folder named “22×22/panel”, where are the target dropbox icons. Note that I’m using the “22×22” size. Copy the following icons to “~$USER/.dropbox-dist/dropbox-lnx.x86_64-20.3.15/images/hicolor/16×16/status”. Note that your dropbox version might be different!
  3. Convert the SVG icons to PNG (it got to be PNG, otherwise dropbox will show no icons in the system tray). Use the following command to convert the icons properly:
inkscape -z -e output.png -w 22 -h 22 input.svg

This command will get the job done. But as dropbox use several icons to indicate each state, then you have to use the same command to convert each icon. To get all icons converted at once, use a modified version of this command:

for i in $(ls *svg); do j=$(echo $i | sed "s,.svg,,g"); inkscape -z -e $j.png -w 22 -h 22 $i; done

This command list all SVG files, strip the “.svg” extension; run the inkscape command and done! Note that the icons will be converted to 22px x 22px. If this is not your case, just change the output size accordingly.

Images:

Before

img-alternative-text

After

img-alternative-text

Thats all!

Jason Becker’s New Album Campaign

Assim como várias pessoas que não desistem dos seus sonhos e dos seus objetivos diante de todas as dificuldades e circunstâncias que a vida nos coloca, o guitarrista Jason Becker também não desistiu. Se você não conhece a história dele, assista o vídeo o De Ros youtu.

Assista à campanha do Jason para o seu novo álbum: youtu

Some Devil

Sempre soube do Dave Mattews Band mas nunca me interessei em qualquer música deles que estivesse tocando por aí ou que fizesse mais sucesso. Não sei dizer o porquê, mas fato é que há canções que simplesmente nos tocam. E são estas músicas que me fazem tomar interesse pelo artista. “Some Devil” é uma destas canções. É apenas uma música com uma guitarra, com um riff simples mas que se encaixa tão bem com a letra… Acho que quando esta música foi composta, certamente todos concordaram que nada mais seria necessário para a sua execução. Além do que, o sentimento que está expresso na letra é bastante particular e me faz pensar sobre qual ou quais situações levaram à sua composição.

Continue Lendo “Some Devil”

NCARG/NCL no Ubuntu 15.10

Esta dica é rápida, e é para quem precisa utilizar o NCL no Ubuntu 15.10. O NCL (NCAR Command Language) pode ser instalado através do apt-get com o seguinte comando:

$ sudo apt-get install ncl-ncarg

Quando você tenta executar algum script com o NCL logo após tê-lo instalado com o comando acima, você pode receber a seguinte mensagem:

Continue Lendo “NCARG/NCL no Ubuntu 15.10”

Editando Textile no Geany

Introdução

O Textile é uma linguagem de marcação própria para hypertexto do tipo Wiki. É simples e fácil de usar, sendo muito mais prática do que o HTML. Assim como no Markdown (uma outra linguagem de marcação – veja um post sobre o Markdown aqui), o Textile permite que você se concentre no conteúdo que está escrevendo, e não na linguagem em si. Linguagens como o HTML, requerem que você saiba exatamente quais são as tags que devem ser utilizadas, obrigando o programador a se concentrar muito mais nas estruturas da linguagem do que no conteúdo em sí. É claro que ninguém escreve textos utilizando as tags do HTML, e é por isso que as linguagem de marcação, como o Textile, existem.

Continue Lendo “Editando Textile no Geany”

Fazendo um loop entre duas datas no Python

Quem trabalha com análise de dados sabe que muitas vezes é necessário agilizar o processo de organização e compreensão através de programas e scripts que sejam capazes de entender padrões. A utilização de scripts Shell são uma poderosa ferramenta e programas em linguagens de alto nível como C e FORTRAN permitem o processamento eficiente dos dados representados. Em muitas ocasiões, dependendo das suas habilidades computacionais e da sua proficiência em algum tipo de linguagem, você será capaz de trabalhar com esta(s) linguagem(ns), aplicando conceitos de forma quase exclusiva, sem a necessidade de recorrer a linguagens adicionais e tornar a solução do problema excessivamente complicada.

Continue Lendo “Fazendo um loop entre duas datas no Python”

Inserir espaço extra entre as colunas de um arquivo

Ah o SED (e o AWK também)!

Estava lidando com arrays escritos em arquivos texto, mas a formatação desses arquivos não era muito boa. Dependendo da magnitude do número no array, não sobrava espaço entre uma coluna e outra.

Continue Lendo “Inserir espaço extra entre as colunas de um arquivo”