Editando Textile no Geany

Introdução

O Textile é uma linguagem de marcação própria para hypertexto do tipo Wiki. É simples e fácil de usar, sendo muito mais prática do que o HTML. Assim como no Markdown (uma outra linguagem de marcação – veja um post sobre o Markdown aqui), o Textile permite que você se concentre no conteúdo que está escrevendo, e não na linguagem em si. Linguagens como o HTML, requerem que você saiba exatamente quais são as tags que devem ser utilizadas, obrigando o programador a se concentrar muito mais nas estruturas da linguagem do que no conteúdo em sí. É claro que ninguém escreve textos utilizando as tags do HTML, e é por isso que as linguagem de marcação, como o Textile, existem.

Continuar lendo

Anúncios

O Tempo e o Silêncio

Dizem que o silêncio é a melhor resposta e que o tempo é o melhor remédio para muita coisa. Mas muitas vezes o silêncio é um veneno, é o soro da ignorância, é o que mantém o estado do que se vê. E o tempo… bem, o tempo não tem nada de diferente: ele simplesmente passa.

Continuar lendo

Fazendo um loop entre duas datas no Python

Quem trabalha com análise de dados sabe que muitas vezes é necessário agilizar o processo de organização e compreensão através de programas e scripts que sejam capazes de entender padrões. A utilização de scripts Shell são uma poderosa ferramenta e programas em linguagens de alto nível como C e FORTRAN permitem o processamento eficiente dos dados representados. Em muitas ocasiões, dependendo das suas habilidades computacionais e da sua proficiência em algum tipo de linguagem, você será capaz de trabalhar com esta(s) linguagem(ns), aplicando conceitos de forma quase exclusiva, sem a necessidade de recorrer a linguagens adicionais e tornar a solução do problema excessivamente complicada.

Continuar lendo

Vamos ajudar? (Campanha)

E aí?

Que tal ajudar estes jovens estudantes a custearem seus projetos de vida, indo estudar nas mais conceituadas universidades do mundo!

Eles foram aprovados para cursos de graduação em universidades americanas e canadenses e precisam da sua ajuda para chegarem até lá.

Leia a história deles aqui: http://juntos.com.vc/pt/aprendaladaca

Dá para fazer a sua contribuição até com boleto bancário, é rápido, simples e indolor… Vamos ajudar aqueles que também podem mudar um pouquinho o nosso “status quo”!

ATUALIZAÇÃO: Foram conseguidas 11 bolsas!

Rebloqueando o bootloader e restaurando a imagem de fábrica do Moto X (2013, primeira geração)

Pois bem jovem incauto gafanhoto: você desbloqueou o bootloader do seu Moto X 2013 de primeira geração, instalou uma custom recovery, instalou uma custom rom e se arrependeu. Ou apenas quer reverter as alterações. Sei bem como é isso.

Continuar lendo

Heaven Adores You

Screen Shot 2015-05-12 at 9.42.10 AM

Acho que já comentei aqui no blog que sou um fã de Elliott Smith, ele é um dos meus “guitar heroes” (ao lado de Jeff Buckley, Nick Drake e mais recentemente, José González). Conheci a música de Elliott Smith através do filme “Good Will Hunting”, cujo nome em português ficou como “Gênio Indomável”. Me lembro de ficar procurando os créditos no final do filme para descobrir que música era aquela que toca quando Will Hunting está voltando para casa de metro “…we arrived too late, our mouths were openning, I turned off the light, so come on night… – No Name #3”.

Mas infelizmente, quando me dei conta de quem fora Elliott Smith, já era tarde demais. Era 2004, um ano após seu falecimento…

Continuar lendo

Decomposição Cholesky

A decomposição (ou fatoração) Cholesky (pronuncia-se “Colesqui”) permite a solução de problemas que envolvam matrizes grandes em que há a necessidade de se fracionar a solução do problema (geralmente a solução de um ou mais sistemas de equações lineares), em que os fatores obtidos a partir da decomposição da matriz original, resulta em matrizes (os fatores) triangulares superior e inferior.

Continuar lendo

Makefile (mínimo!)

Quem trabalha com programação sabe que é necessário manter tudo em ordem: não importa se o trabalho é solo ou em grupo. Além de se utilizar um software de gerenciamento de códigos (eg., CVS, Subversion, git), à medida em que o(s) código(s) cresce(m), torna-se necessário (e desejável também), a utilização de algum software para o gerenciamento do projeto (eg., Redmine, Trac). Mas no meio disso tudo – na verdade, antes disso tudo, há um pequeno pedaço de software que é responsável pela organização hierárquica de todo o projeto. Estamos falando sobre o Makefile.

Continuar lendo