Viver

Viver a vida e não se importar com o futuro. O momento é agora e, na dança da vida, a música da imaginação dita o ritmo de cada passo. A verdade é uma invenção da matéria, algo que nossa mente capta e transforma em realidade.

Viver

Quando quero,
me convenço.
Apuro meus passos
e me guio em silêncio.

Convenço-me de que a verdade
é parceira da razão,
uma realidade ininterrupta,
austera e, por que não, vil…

Suponho coisas sem sentido,
coisas que apenas imagino
mas que nunca alcançarei,
sonhos a serem vividos.

A imaginação me eleva…
Encanta o meu ser,
aniquila minhas verdades
e cultiva o viver

E apenas por assim dizer,
ouço meus batimentos
e concluo, com emoção:
nada mais importa…

…apenas mais uma vez, viver!